Reta final da Quaresma: 5 desafios para a Semana Santa
Abril 9, 2017
Não aceitar ideologia de gênero não é discriminação!
Abril 9, 2017

Pobres pessoas egoístas…

Há pessoas que infelizmente só têm olhos para si mesmas. Só elas têm problemas, somente elas sofrem. São as vítimas eternas. Todos estão errados e só elas estão certas. Todos são felizes e para elas só sobra a infelicidade.

São pessoas que tem por hábito reclamar de tudo e de todos sempre. Para elas não existe dia bom. Se você se encaixa nestas características, pare um pouco e olhe ao redor.
Comece a ver a vida de outras pessoas à sua volta. Olhe e verá que muitas vezes você estará reclamando de uma unha encravada, enquanto o outro perdeu uma perna. Você estará reclamando dos familiares e dos amigos e ao seu lado existe alguém solitário, sem parentes nem amigos para lhe dizer palavras de carinho e conforto, para dividir uma alegria ou uma dor.
Quando reclamar da refeição que lhe é servida, muitas vezes feita com tanto carinho por um familiar, olhe ao redor e verá pessoas que não tem sequer um pedaço de pão velho para se alimentar, muito menos alguém para servi-los. Você reclama do automóvel que possui e que o conduz para onde deseja ir, facilitando sua vida, enquanto muitos não têm condições sequer de se locomover, presos a um leito de dor.
Reclamamos demais, agradecemos de menos. Que tal olharmos ao redor antes de reclamar de tudo e de todos? Que tal sermos mais agradecidos pelas bênçãos que nos são concedidas em todos os instantes, pelo nosso Pai Celestial?

A ingratidão é filha do orgulho!

(Monsenhor Sampaio.)